Viagem para Portugal Algarve - parte 2

Praia da Marinha, Algarve

Praia da Marinha, Algarve

Eu escrevi sobre a primeira parte da nossa viagem para Portugal aqui, onde passamos 2 dias em Lisboa. E agora, como prometido, vou contar como foi o resto da viagem, no Algarve.

O Algarve é a região turística mais importante de Portugal, recebendo 4,2 milhões de turistas no ano de 2017. O que agrada tanto as pessoas que visitam o lugar, além da beleza das praias, é o clima mediterrânico com invernos amenos e verões quente, secos e longos.

Fomos na segunda metade de maio e estava um clima perfeito. Quente na medida certa para aproveitarmos a praia e o mar com as crianças. Ouvi de um garçom em um restaurante que em dezembro de 2017 tinha gente na praia porque o clima estava agradável. Ou seja, dá para aproveitar o Algarve o ano todo!

O trajeto Lisboa - Carvoeiro

Assim que chegamos no aeroporto alugamos um carro. Planejamos ficar com ele a viagem toda e dirigimos até o Algarve que fica há 2 horas e meia de Lisboa, no sul do país. A estrada é muito boa e muito tranquila. Na verdade, a viagem toda foi bem tranquila por conta da época. Era a segunda quinzena de maio, não é alta temporada nem férias escolares. Não fizemos nenhuma parada porque os meninos dormiram a viagem toda.

Alugamos uma casa pelo Airbnb na praia do Carvoeiro. O que eu pude ver é que a região é bem residencial, e tem pequenos centros comerciais com supermercado, restaurante e cafés. É preciso carro para se locomover, tanto para visitar as praias quanto para fazer compras. Não vi ônibus de transporte público circulando entre as casas e as praias.

Uma dica para quem aluga casa e não tem café da manhã ou almoço inclusos no pacote, o supermercado Apolónia é fantástico. É enorme, tem de tudo e mais um pouco. Uma ótima seleção de produtos internacionais, principalmente alemães e ingleses. O açougue tem picanha e várias outras opções de carne para fazer churrasco em casa. Eu aproveitei para comprar umas lembrancinhas portuguesas lá!

As praias

Vale Centeanes

A praia mais perto da casa que ficamos chama-se Praia de Vale Centeanes. Na minha opinião, a melhor praia da região, conhecida como Lagoa. Dava para ir à pé, para os mais animados, mas como estávamos com duas crianças e mil coisas para praia, descíamos de carro.

Na frente da praia tinha um restaurante, o Stop, que serve desde café da manhã, almoço, até petiscos e bebidas. Muito boa comida e atendimento ótimo. E a vista para a praia é de tirar o fôlego. Os alemães e holandeses que estavam lá enquanto a gente também estava, sempre pediam misto quente, mas pelo amor do santo das comidas, peça qualquer prato com peixe, é delicioso. O pessoal do restaurante é muito atencioso e dão várias informações sobre o lugar.

A extensão da praia é pequena, mas não fica cheia e é perfeita para aproveitar com crianças pequenas. Ainda no local dá para alugar cadeiras e sombrinhas. Tem um tour de barco que visita outras praias pelo mar, como a famosa Benagil que sai de lá. Não fizemos o passeio, mas muita gente faz e gosta.

Praia da Marinha

É considerada uma das praias mais bonitas do algarve. E é verdade. Mas é uma pena que chegam ônibus e mais ônibus de turistas que só que querem fazer uma selfie e passar para outra praia para mais selfies. Fica muito cheia então se você quiser aproveitar a praia de verdade, sentar na areia, apreciar a vista maravilhosa e colocar o pé na água, chegue mais cedo, por volta das 9 horas.

O trajeto até a praia é bem complicado para se fazer com crianças. É uma descida enorme, em uma escada, até a praia que está lá embaixo. A beleza do lugar compensa a aventura. É o primeiro lugar que visitei que é mais bonito pessoalmente do que as fotos que vi antes de chegar lá.

Ficamos mais na Praia de Centeanes já que estávamos lá perto e atendeu todas as nossas necessidades. As praias são bem parecidas e muito, muito bonitas. As falésias e a água verde azulada e cristalina formam um visual perfeito.

Um caminhão na beira da estrada vendendo as laranjas mais gostosas do mundo: as do Algarve.

Um caminhão na beira da estrada vendendo as laranjas mais gostosas do mundo: as do Algarve.

Ainda visitamos o centrinho de Carvoeiro e de Albufeira. Tem restaurantes, lojinhas vendendo badulaques, coisa típica de cidades de praia. Não é muito bonito e nem é muito grande. Numa caminhada você percorre os centros e consegue ver tudo.

Eu fiquei simplesmente encantada com Portugal. Não esperava outra coisa. Depois de morar sete anos na Alemanha e um ano na Holanda, chegar em Portugal foi quase igual viajar para o Brasil. Falar e ouvir português, comer comida boa em qualquer lugar, a simpatia do povo em qualquer ocasião…são apenas algumas das coisas boas de lá.


Falar sobre a língua e a sensação de estar no brasil pq parece mto