Olivia me disse

Os bebês que tiram uma soneca em temperaturas abaixo de zero

Dicas & IdeiasOlivia me disseComment

Este texto foi traduzido livremente por mim, a partir do texto original publicado pela jornalista Helena Lee no site da BBC News em 22 de Fevereiro de 2013. O texto pode ser encontrado aqui: www.bbc.com/news/magazine-21537988

 Bebê dormindo na neve. (Gleb Garanich | Reuters)

Bebê dormindo na neve. (Gleb Garanich | Reuters)

Você colocaria seu bebê do lado de fora de casa, em temperaturas congelantes, para tirar a soneca depois do almoço? A maioria dos pais nórdicos não pensariam duas vezes. Para eles, é parte da rotina diária. As temperaturas nesse inverno, durante o dia em Estocolmo, caíram para -5 graus celsius e ainda assim é comum ver carrinhos de bebês, com os pequenos dormindo dentro, deixados do lado de fora pelos seus pais. É só dar uma voltinha pela cidade coberta de neve e você verá carrinhos estacionados do lado de fora dos cafés enquanto os pais estão saboreandos lattes dentro dos estabelecimentos. E se você estiver por lá visitando algum amigo e seu filho precisar dormir, eles vão te oferecer o jardim ou a varanda no lugar de uma cama no quarto.

"Eu acho que é bom para eles estarem ao ar fresco o mais cedo possível," diz Lisa Mardon, de Estocolmo, mãe de três filhos, que trabalha para uma distribuidora de comida. "Especialmente no inverno quando começa a aparecer várias doenças...as crianças parecem mais saudáveis." Os filhos dela dormem do lado de fora de casa desde que nasceram. O mais novo, Alfred, tem dois anos e ele dorme ao ar livre uma vez por dia no seu berço por uma hora e meia. Quando ele era mais novo, dormia assim duas vezes. Isso não é novidade. A mãe de Lisa, Gunilla, que está agora com 61 anos, diz que também colocava Lisa para dormir assim. "Sim, nós fazíamos isso no nosso tempo também...Era importante para ela tomar ar fresco e estar saudável." diz Gunilla. E o pai de Lisa, Peter, também ficava do lado de fora de casa para dormir em 1950. A mãe dele só o trazia de volta para dentro de casa quando estava por volta de -10 graus celsius.

Hoje em dia a maioria das creches na Suécia colocam as crianças para descansar do lado de fora. É bem comum ver filas de carrinhos de bebês alinhados na neve na hora da soneca, com os mais novinhos quase adormecidos lá dentro. Numa escola nas proximidades de Estolcomo, a Forskolan Orren, todas as crianças dormem do lado de fora até atingirem a idade de três anos. "Quando as temperaturas caem para -15 graus celsius sempre cobrimos os carrinhos com cobertores," diz a chefe das professoras Brittmarie Carlzon. "Não é só a temperatura que importa, e sim o quão frio realmente está. Tem dias que faz -15 graus celsius mas na verdade a sensação térmica é de -20 graus por causa do vento," diz ela. "Ano passado tivemos alguns dias que fizeram -20 graus. Nesses dias nós deixamos os carrinhos aqui dentro enquanto as crianças dormiam, mas a maioria do tempo em que eles dormiam era lá fora." Um grupo na pré escola passa todo o tempo fora, de 09:00 até 15:00 todos os dias. Ao ar fresco, eles fazem o que as crianças normalmente fazem dentro das salas de aula, só entrando para comer ou no caso de extremo frio.

A teoria por trás das sonecas do lado de fora é que, crianças e bebês expostos ao ar livre, seja no verão ou no mais profundo inverno, são menos propensas a ficarem doentes - e passar o dia inteiro dentro de uma sala com outras 30 crianças não vai fazer bem para elas. Muitos pais acreditam que seus filhos dormem mais e melhor dessa forma, e uma pesquisa feita na Finlândia - dormir do lado de fora é comum em todos os países Nórdicos - diz que tem evidências comprovadas pelos pais para apoiar essa teoria. "Já está claro para nós que os bebês dormem por mais horas do lado de fora que dentro," diz Marjo Tourula. Enquanto as sonecas dentro duram entre uma e duas horas, do lado de fora os bebês dormem pelo menos de uma hora e meia até três horas. "A restrição de movimentos que as roupas de frio causam podem, provavelmente, aumentar a duração do sono, e o ambiente frio faz com que eles não se super aqueçam," ela diz. De acordo com sua pesquisa, -5 graus é a melhor temperatura para a soneca ao ar livre - apesar de alguns pais colocarem seus filhos do lado de fora com -30 graus.

As crianças que dormem do lado de fora acabam ficando gripadas? A pediatra Margareta Blennow diz que relatos da Agência de Proteção Ambiental Sueca mostra resultados conflitantes. Alguns estudos descobriram que,  alunos que passaram várias horas do lado de fora das escolas - não só para dormir - faltaram menos de aula do que aqueles que passaram mais tempo dentro das salas, diz ela. Em outros estudos não tinha essa diferença.
Martin Jarnstrom, diretor de um dos grupos de pré-escolas, é um outro grande defensor de sonecas ao ar livre, apesar de enfatizar que quando estiver frio demais, as crianças precisam estar bem aquecidas. "É muito importante que os pequenos tenham lã perto do corpo, roupas quentes e um saco de dormir bem quantinho também," ele diz.

Existe um dizer sueco que prega esse pensamento - "Não existe tempo ruim, só roupas ruins." Outro pensamento sueco resume o que eles pensam quando crianças em outros países são mantidos dentro de casa com temperaturas abaixo de zero: "Um pouco de ar fresco não faz mal a ninguém."

Este texto foi traduzido livremente por mim, a partir do texto original publicado pela jornalista Helena Lee no site da BBC News em 22 de Fevereiro de 2013. O texto pode ser encontrado aqui: www.bbc.com/news/magazine-21537988