Olivia me disse

10 dicas para fazer uma road trip com crianças

Viagens, Dicas & IdeiasOlivia me disseComment

A gente viaja muito e quase sempre de carro. Por 2 motivos: o Max morre de medo de avião e viajar de carro pela Europa é fácil e sensacional. As estradas são maravilhosas em todos os sentidos. Ano passado, em dezembro, fizemos a nossa maior road trip com nossos 2 filhos e foi daí que surgiu esse post: dicas para sobreviver a uma road trip com crianças. 

 Conseguem enxergar duas crianças no meio de tanta coisa? 

Conseguem enxergar duas crianças no meio de tanta coisa? 

Vou começar com a dica que eu acho mais importante, mas depois é aleatório:

1- Escolha a melhor hora para viajar. Explico. Nós geralmente saíamos bem cedinho, para aproveitar o dia e se o destino não fosse muito longe, ainda aproveitar o resto do dia. Mas descobrimos que isso não funciona para gente. Acordar os meninos muito cedo e colocá-los no carro acaba despertando, a Olivia não se sente bem e passa mal. Então ou saímos mais tarde, depois do café da manhã e eles tiram uma soneca ou saímos à noite, mais ou menos às 18 horas, depois de um jantar leve e eles já dormem. É sempre bom experimentar horários variados para encontrar a melhor hora de viajar, sempre considerando que se for a hora de dormir, melhor para todo mundo!

2- Use roupas confortáveis. Vale para crianças e pais. Se vocês vão passar muitas horas no carro, o que puder fazer para ficar mais confortável, faça! Às vezes os meninos vão de pijama mesmo, principalmente se for à noite. Se não, conjunto de moletom, nada que aperte a cintura ou o pescoço e calçado que sai fácil. Se ainda é preciso trocar fraldas, vista uma roupa fácil de tirar e colocar. Eu também me visto de maneira prática porque sempre tenho que fazer malabarismos dentro do carro ou sair e entrar muitas vezes.

3- Pare na estrada. De todas as paradas de estrada que já fomos, as da Alemanha são as melhores, eu diria imperdíveis! Tem sempre um playground, boa comida (leia-se brezel e schnitzel) e banheiro limpo. Pare sempre que quiserem, não se apressem em chegar ao destino final. Assim todo mundo pode tomar um ar, esticar as pernas e continuar a viagem.

4- Ajeite bem as malas. Eu sempre arrumo as malas de maneira que, se eu precisar pegar qualquer coisa, (uma troca de roupa, meia, chinelo) que esteja por cima. Assim não é preciso mover outras malas para achar o que precisa.

5- Prepare playlists. Planeje playlists com as músicas preferidas das crianças. Soundtracks dos filmes preferidos, de desenhos, ou até audio books. A Olivia e o Lio amam o Super Simple Songs e eu já faço o download no Apple Music, assim não consome toda minha internet. Por alguma razão a Olivia adora Calvin Harris (será que ouvi muito na gravidez? hehe) e como já sei, também deixo downloaded no meu telefone e vamos cantando todos juntos! 

6- Leve os brinquedos favoritos. Alguns dias antes de viajar, esconda alguns brinquedos favoritos. Durante a viagem, vá apresentando um por um, porque não sei aí, mas aqui os brinquedos duram só uns 15 minutos de entretenimento! Se eu levo 4 brinquedos, tenho 1 hora garantida!

7- Adesivos. Aqui em casa funcionam como hipnose: eles se concentram tanto em tirar da cartela, quanto para encontrar um lugar para pregar. Depois dá trabalho tirar um por um, semanas depois eu ainda encontro adesivo espalhado por aí, mas eles se divertem e temos mais alguns minutos de sossego.

8- Prepare lanches. Eu tento sempre levar coisas que não fazem bagunça dentro do carro, como maçã já cortada, banana, biscoito que não esfarela demais e sachês de frutas. Eles comem sanduíches tipo mixto quente, (pão de forma, cream chesse, queijo e presunto) então também já deixo pronto. Fazer picnic dentro do carro ou na estrada é uma das melhores partes da viagem!

9- iPad: Sabe aquela hora que estão todos descabelados e ninguém aguenta mais nada? Filme no iPad entra em cena. Comprei uns filmes que eu já sei que eles gostam, ajeito o tablet entre as poltronas da frente e essa é a sessão de cinema. 

10- Treine sua paciência: Essa dica é especial para nós, pais, e eu a coloco em prática não só em viagens, mas toda vez que saímos de casa: treino minha paciência. A gente adora viajar, em todas as suas etapas. Antes, na hora de planejar, durante, explorando tudo, e depois, na volta para casa. Pode parecer, mas nem tudo são flores, é claro, e haja paciência! 

8 idéias de atividades livres de telas

Olivia me disseComment
 O Lio pensando: quando será a minha vez de segurar esse pincel? 

O Lio pensando: quando será a minha vez de segurar esse pincel? 

Nem Olivia, nem o Lio vão para creche. A gente fica junto o dia inteiro e eu tenho que ser extremamente criativa para entreter os dois e não me render a televisão e iPad. Eles assistem filmes, desenhos, brincam no tablet, mas com moderação, um limite que eu e o pai deles decidimos. Nada radical acontece aqui em casa porque a gente acredita muito em equilíbrio!

A gente brinca muito junto e eu acho importante que essas brincadeiras sejam agradáveis para mim também. Ora bolas, eu também estou brincando! haha Eu sempre pesquiso em blogs e sites de revistas atividades diferentes para variar no dia a dia, e foi assim que eu resolvi listar aqui as nossas 8 atividades favoritas livres de telas. A Olivia tem 3 anos e meio e o Lio tem 1 ano e meio, só para situar a faixa etária das brincadeiras. Vamos lá:

1- Papel e canetinha: é a atividade que mais faz sucesso aqui e não vou mentir, é porque eu também adoro desenhar então me empenho! Usamos as canetinhas da Crayola que são laváveis porque aí a preocupação diminui pra quase zero. Podem rabiscar a vontade e eu não preciso falar mil vezes: desenhar só no papel!

2- Pintar: a Olivia tem gostado muito de pintar, desde a Páscoa, quando pintamos os ovinhos. Preparo a mesa com um forro de papel mais resistente, coloco uma roupinha velha e ela pinta desenhos impressos ou folha em branco. O Lio usa as crayolas nessa hora, ele faz bagunça demais, demais! Vou organizar umas esponjas e pincéis maiores para ele. 

3- Dançar: eu escolho o soundtrack dos filmes que eles mais gostam e a gente dança todas a músicas! Por fim eles cansam e vão brincar de outra coisa ainda ouvindo o som. Há um tempo atrás era Frozen, claro, mas agora tem sido Sing. Eles também adoram as músicas que tocam na rádio quando estamos no carro, então intercalo com essas também, os top hits do momento!

4- Brincar com bichos: o Lio adora dinossauro, aí comprei um kit com vários dinossauros na loja Hema, aqui em Amsterdam. A gente inventa história, empilha, emparelha, esconde e acha. Rende algumas horinhas de brincadeira.

5- Livros: agora que a Olivia entende as histórias ela também quer contar a versão dela. Então escolho uns livros sem muito texto, conto primeiro, depois ela. Até o Lio anda inventando histórias!

6- Fazer pipoca: os dois amam pipoca, eu também. Fazer pipoca aqui em casa é um evento! Eu trouxe do Brasil uma pipoqueira de fogão, e eles adoram desde escutar o barulhinho das pipocas estourando até roubar pipoca um do outro. E nessa, o lanche da tarde já está resolvido!

7- Massinha: eu já tentei fazer massinha caseira mas feun feun feeeeun, não deu certo. A gente usa as da Play-Doh mesmo, a Olivia adora! Palavra mágica aqui em casa é massinha! Guardo essa atividade pra quando eles estão muito bored ou quando já se esgotaram as possibilidades. Eles ficam um bom tempo brincando, e agora o Lio já brinca também, sem comer. 

8- Banho de banheira: demorado! Encho a banheira, coloco espuma ou um sachê com um pó que colore a água e voilà, eles amam. Ficam lá dentro até os dedinhos ficarem parecendo uva passa! A Olivia leva umas bonequinhas, dá banho, lava os cabelos. O Lio leva os dinossauros, um trator e quase não cabe eles mesmos dentro da banheira! haha É bom para quando estão irritados, chorando, quando brigaram porque é relaxante. E também, já ficam de banho tomado. 

Espero que tenha dado algumas idéias, que nunca são demais quando o assunto é criança. Tem dias que eles brincam sozinhos, brincam durante uma hora, brincam juntos. Tem dias que brigam, jogam tudo no chão e não querem nada! Acho que é assim com todo mundo certo?

E vocês? Gostam de brincar de quê?

 

O parque das cerejeiras em Amsterdam

ViagensOlivia me disseComment

A primeira vez que li sobre o parque das cerejeiras aqui em Amsterdam foi num jornal na academia. Nem sabia que existia! Quando cheguei em casa, fui correndo pesquisar sobre ele no blog da Ana, minha principal fonte de informação quando o assunto é Amsterdam! Logo vi que não podia perder a florada desse ano.

 As florzinhas de pertinho, tão delicadas!

As florzinhas de pertinho, tão delicadas!

De acordo com o site iamsterdam.com, The Japanese Sakura (o festival das cerejeiras) marca o início da primavera e segundo a tradição, famílias e amigos comemoram fazendo um picnic sob as árvores em flor. O município de Amstelveen, onde realmente fica o kersenloesempark, organiza um festival para sua comunidade japonesa em agradecimento pelo presente de 400 árvores cerejeiras oferecido pelo governo japonês no ano de 2000. 

 A entrada para o Kersenbloesenpark, o parque das cerejeiras.

A entrada para o Kersenbloesenpark, o parque das cerejeiras.

 Não é impressionante tantas cerejeiras juntas?

Não é impressionante tantas cerejeiras juntas?

Então, numa sexta de manhã, nós fomos visitar o Amsterdamse Bos, o bosque gigantesco que vai de Amsterdam até Amstelveen e também onde foram plantadas as cerejeiras. Colocando o nome do parque no google maps dá para ver direitinho a localização mas ficamos meio perdidos. Achamos o estacionamento gratuito e fomos seguindo as pessoas que também estavam lá para ver o espetáculo e tirar fotos! O parque das cerejeiras em si não tem endereço, mas a rua onde fica o estacionamento mais próximo se chama Laan Nieuwer-Amstel e foi o que usamos para nos levar até lá. 

 Só segurando assim para fotografar esse menino!

Só segurando assim para fotografar esse menino!

 Olivia tentando levar uma lembrança do parque!

Olivia tentando levar uma lembrança do parque!

OMD brincandonoparque.jpg
OMD brincandonoparque.jpg

O parque é lindo, pegamos as árvores bem floridas, num dia nublado, mas só de não estar chovendo já era uma vantagem enorme! As árvores em flor duram mais ou menos 2 semanas entre o final de março e o começo de abril, mas sempre varia de ano para ano. Nós fomos exatamente dia 13 de abril, mas já li sobre pessoas que visitaram antes ou depois, então infelizmente não é um passeio que se possa planejar. Mas se você mora na Europa ou estiver por aqui nessa época, vale muito a pena! Ficamos encantados com o parque!

Matildas Lit Kit: uma idéia incrível de book subscription

Dicas & IdeiasOlivia me disseComment

Eu conheci a Denise, criadora do Matildas Lit Kit, através do instagram. Era dezembro, eu moro em Amsterdam, e inevitavelmente nossa primeira conversa foi sobre pepernoten, um biscoitinho típico dessas terras na época do natal! Antes disso eu já era apaixonada pelo trabalho dela. Denise cria caixas recheadas de materiais para atividades manuais e livros. E numa assinatura mensal, manda tudo bem embrulhadinho para sua casa. 

Foi então que a Denise me mandou uma mensagem perguntando se eu gostaria de receber uma caixa do Matildas Lit Kit. Eu fiquei muito feliz não só pela oportunidade de colaboração, mas principalmente por poder divulgar esse trabalho que eu acredito muito e apoiar a idéia de incentivo à leitura. 

 a caixa do Matildas Kit Lit.

a caixa do Matildas Kit Lit.

 as surpresas dentro da caixa!

as surpresas dentro da caixa!

Eu vejo várias vantagens em book subscription. A primeira delas, o conforto de receber na sua casa livros previamente selecionados. A surpresa em receber uma caixa também me agrada muito, fico ansiosa para o correio chegar! No caso do Matildas Lit Kit, com os livros recebidos todo mês, dá pra ir construindo uma biblioteca gradualmente e com as 4 atividades da caixa, tem projeto para o mês inteiro para fazer com os filhos! A Olivia adora tudo que envolva papel, lápis, tesoura e tinta (será que é minha filha?!) e o Lio ainda está aprendendo que precisa concentrar suas artes somente no papel! Foi perfeito para nós!

Para contar mais sobre o Matildas, conversei por email com a Denise e ela contou como surgiu o projeto, o que a motiva e muito mais:

(a entrevista original foi feita em inglês e a tradução está logo após cada pergunta)

1- OLIVIA ME DISSE: Could you please introduce yourself and tell us a little bit about how you came up with the idea of Matildas Lit Kit?

DENISE: Hi, I’m Denise. I’m passionate about education, traveling, and books. I love books - it inspires me and sets my mood, especially those that are beautifully illustrated and meaningful. I have a degree in Education, Teaching English to Foreign Learners. I’m a teacher. I’ve been teaching for almost 10 years now. The world of education has changed so much and I believe that as a teacher we need to innovate and change with the times in order to make an impact on our students’ lives. I started Matildas Lit Kit because I believe that our home is a vital piece in our child’s learning process. I want to help families create their reading corners, build their book collection, start family rituals, and learn & create together.

1- OLIVIA ME DISSE: Você pode se apresentar e contar um pouco de como surgiu a idéia do Matildas Lit Kit?

DENISE: Olá, sou Denise. Sou apaixonada por educação, viagens e livros. Eu amo livros - isso me inspira e define meu humor, especialmente aqueles que são lindamente ilustrados e significativos. Eu sou formada em Educação, Ensino de Inglês para Alunos Estrangeiros e sou professora. Eu ensino há quase 10 anos. O mundo da educação mudou muito e acredito que, como professor, precisamos inovar e mudar com os tempos para causar impacto na vida de nossos alunos. Eu iniciei o Matildas Lit Kit porque acredito que nossa casa é uma peça vital no processo de aprendizado de nossa criança. Eu quero ajudar as famílias a criar seus cantos de leitura, construir sua coleção de livros, começar os rituais familiares e aprender e criar juntos.

2- OMD: What is the purpose of the project and who is it for?

DENISE: The purpose of this project is to help you discover fun, cool, amazing, beautiful, and meaningful books! We have three boxes:

  • Book + Creative Projects Box for ages 4 to 8
  • Little Readers Box for ages 3 and up
  • Little Ones Box for ages 0 to 3.

My dream is to make Matildas Lit Kit a lifestyle, and be part of every family’s home - a community where reading brings families together, where learning is enjoyed by everyone, and where creativity & imagination is part of our hearts.

2- OMD: Qual o propósito do projeto e pra quem ele foi feito?

DENISE: O objetivo deste projeto é ajudá-lo a descobrir livros divertidos, legais, incríveis, bonitos e significativos! Nós temos três caixas:

  • Livro + Caixa de Projetos Criativos para idades de 4 a 8 anos
  • Little Readers Box para maiores de 3 anos
  • Little Ones Box para idades de 0 a 3 anos.

Meu sonho é tornar o Matildas Lit Kit um estilo de vida e fazer parte da casa de toda a família - uma comunidade onde a leitura reúne as famílias, onde o aprendizado é desfrutado por todos e onde a criatividade e a imaginação fazem parte do nosso coração.

3- OMD: How do you select the materials and books?

DENISE: I work around a theme. I love themes! It helps me organize my thoughts. I get different books in advance and discover it myself. I want to experience the whole feel of the book - the cover, the pages, the textures, the illustrations, and of course the story. It needs to spark my own imagination and when it does, voilà! That’s the book! Then I plan the activities. I make sure to include different art materials every month so parents and children could learn new things and discover creative projects using unique materials. One of my goals for in the future is to include materials from local makers and designers - to help the small business community.

3- OMD: Como você seleciona os materiais criativos e os livros?

DENISE: Eu trabalho em torno de um tema. Eu amo temas! Isso me ajuda a organizar meus pensamentos. Eu recebo livros diferentes com antecedência e descubro sozinha. Eu quero experimentar toda a sensação do livro - a capa, as páginas, as texturas, as ilustrações e, claro, a história. Preciso estimular minha própria imaginação e quando isso acontece, voilà! Esse é o livro! Então eu planejo as atividades. Certifico de incluir materiais de arte diferentes todos os meses para que pais e filhos possam aprender coisas novas e descobrir projetos criativos usando materiais exclusivos. Um dos meus objetivos para o futuro é incluir materiais de fabricantes e designers locais - para ajudar a comunidade de pequenos negócios.

4- OMD: Do you have any book that you like the best?

DENISE: That’s a tough question! I love children’s books! Actually, books in general. I make sure to get one when I’m traveling to a new place. It’s amazing how you can use a simple story as a springboard to talk about themes about love, friendship, empathy, courage, overcoming fear, community, loneliness, acceptance, and other abstract topics. Let me tell you about my first memory of a book; I was perhaps 8 or 9 years old. I had this book about dinosaurs and the other one about constellations and I was always reading it, looking at the illustrations, learning about fascinating information about amazing creatures that lived millions of years ago and about the sky and how the stars form certain shapes for example the big dipper, little dipper, and the Orion. Oh, what a nice memory! I must say those books sparked my imagination. 

4- OMD: Você tem algum livro favorito?

DENISE: Essa é uma pergunta difícil! Eu amo livros infantis! Na verdade, livros em geral. Eu me certifico de ligar quando estiver viajando para um novo lugar. The use the trampolim for talk about themes for amor, amizade, empatia, coragem, superação do medo, comunidade, solidão, aceitação e outros tópicos abstratos. Deixe-me contar sobre a minha primeira lembrança de um livro; Eu tinha talvez 8 ou 9 anos de idade. Você tem esse livro sobre dinossauros e o outro sobre constelações e estás sempre lendo, olhando como ilustrações, aprendendo sobre informações sobre criaturas que vivem milhões de anos e sobre o céu e como as estrelas formam formas diferentes, por exemplo. o grande mergulhador, o pequeno mergulhador e o Orion. Que boa lembrança! Devo me inspirar em minha imaginação.

 olivia com a máscara de coelhinho da páscoa!

olivia com a máscara de coelhinho da páscoa!

Assim que a caixa chegou, fomos correndo abrir. Era a semana da páscoa e uma das atividades era construir essa máscara de coelhinho que a Olivia está usando na foto acima. A Denise mandou uma pro Lio, que fiz para ele, mas foto foi impossível tirar! Eles adoraram as atividades, ainda não fizemos todas, claro. O livro desse mês foi o Under the Canopy: Trees Around the World escrito pela inglesa Iris Volant e ilustrado pela Cynthia Alonso. É um livro super especial, maravilhoso, com ilustrações incríveis sobre mitos, lendas e histórias de árvores do mundo inteiro. Além do livro em inglês vieram as vocabulary cards com palavras em inglês relativas ao livro para fixar ou aumentar o vocabulário. Eu realmente não sei quem gostou mais: eu ou as crianças!

Todo o material e os livros do Matildas Lit Kit são em inglês. Perfeito para famílias bilíngues ou pais que queiram ensinar ou manter o inglês em casa. Se você quer começar a introduzir a língua inglesa em sua casa, também é para você! Eles entregam para vários países da Europa e em breve também para o Brasil e América do Sul. Para mais informações, o site é: www.matildaslitkit.com e também o perfil no instagram: @matildaslitkit

Última parada da road trip: Londres

ViagensOlivia me disseComment

Para contextualizar: em dezembro do ano passado, 2017, nós fizemos uma road trip saindo de Amsterdam, passando pela Alemanha, Áustria, França e Inglaterra. Eu escrevi sobre como planejamos as viagens e sobre cada cidade que passamos. Para ler os posts anteriores é só clicar no link que destaquei na frase acima!

De Calais na França para Folkestone na Inglaterra

Saímos da Disney em Paris e fomos direto para Londres. Achamos que seria melhor viajar durante a noite já que as crianças estavam se sentindo mal durante os trajetos e assim elas podiam dormir. Chegamos no porto de Calais na França e pegamos um trem no Eurotunnel para cruzar o Canal da Mancha até Folkestone na Inglaterra. É o jeito mais rápido e prático de atravessar. Entra-se no vagões do trem com o carro e não é preciso sair de dentro dele. A viagem dura mais ou menos 30 minutos e no site dá para conferir os horários e preços.

Programas não turísticos em Londres

Fomos para Londres para passar o natal com minha irmã que mora lá. E porque já moramos lá também não somos mais turistas na cidade e acabamos fazendo programas mais locais e revisitamos lugares preferidos. Chegamos na sexta feira à noite e no sábado de manhã fomos em uma das feirinhas que tem lá perto. Várias barraquinhas com comidas feitas pelos próprios donos. Os meninos comeram um hambúrguer, nós um enrolado de salsicha e tinha até pão de queijo inglês! Eu amo feirinha assim!  

Londres para mim significa oportunidade de brunch maravilhoso todo dia! E experimentamos um lugar novo que foi ótimo: o Bobs Café em Queens Park. O lugar é lindo, cheio de macramê e plantinhas penduradas nas paredes. Eu comi o Madame Bobs e o English Breakfast também foi aprovado na nossa mesa gigante de 4 adultos e 4 crianças! As crianças comeram fatias de pão com ovo quente, também aprovado. O lugar é super kids friendly, tem cadeira, papel e lápis e menu para eles. No site dá pra ver fotos do lugar e tem o menu também.

Outro lugar para brunch onde a comida é boa e as crianças ficam bem à vontade é o All Bar One. É mais conhecido por ser um bar, eu na verdade não sabia que eles serviam brunch, e foi um dos motivos de ser surpreendente. Lá eu sempre como eggs benedict, meus preferidos, e os meninos comem pancakes, O café é delicioso e as louças são lindas, num tom de azul claro, dá vontade de levar pra casa! A gente sempre vai na unidade que fica do ladinho da Selfridges. Outro ponto positivo: está sempre vazio. Vazio mesmo, só tem a gente! 

 Nossos pratos no All Bar One. Eu queria viver de brunch!

Nossos pratos no All Bar One. Eu queria viver de brunch!

Além da comilança, uma coisa que a gente faz quando estamos lá é ir até a biblioteca local. As bibliotecas geralmente ficam em prédios lindos e sempre tem um lugar especial para crianças com livros divididos por idades. Dessa vez visitamos a Kilburn Library e no site dá pra consultar uma perto de onde você estiver. Se você digitar o nome da biblioteca no google maps dá pra ver fotos do lugar!

Não tiramos nenhuma foto em Londres. NENHUMA foto com nenhuma das máquinas. As duas fotos que postei aqui fiz do meu celular e a qualidade não ficou boa, mas eu precisava colocar aqui para ilustrar esse post. Mas isso foi um bom sinal, sinal de que aproveitamos muito cada minuto em família! 

 A Olivia e o João no nosso natal.

A Olivia e o João no nosso natal.

Os posts sobre nossa road trip acabam aqui. Foram muitos dias na estrada, quase 15, e não posso negar que ao mesmo tempo que aproveitamos muito, foi super cansativo. Juramos que não íamos mais fazer isso, mas hoje, março de 2018, já estamos com várias viagens planejadas! Nos vemos no próximo post!